sábado, 27 de agosto de 2011

Projeto Cidade Limpa



 A arrecadação de materiais plásticos (copos de guaravita, garrafas pet, vasilhas plásticas em geral), continua indo muito bem. Nossos alunos estão aprendendo a preservar o meio ambiente e estão participando do projeto com muita empolgação.















Mãos de fada !!!

Estas são as tias Conceição e Luzia. Todos os dias preparam deliciosos e nutritivos alimentos para os nossos alunos. Estão sempre com esse sorriso no rosto, dispostas a agradar nosso paladar !!! PARABÉNS TIAS.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

LANÇAMENTO NA INTERNET DA WDL: A BIBLIOTECA DIGITAL MUNDIAL. UM PRESENTE DA UNESCO PARA A HUMANIDADE INTEIRA!
Ao acessar o site www.wdl.org, é possível encontrar mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos. O espaço tem, sobretudo, “caráter patrimonial”, antecipou em LA NACION Abdelaziz Abid, coordenador do projeto, impulsionado pela UNESCO e outras 32 instituições.
É fácil de navegar… Cada joia da cultura universal aparece acompanhada de uma breve explicação do seu conteúdo e  significado. Os documentos foram passados por scanners e incorporados no seu idioma original, mas as explicações aparecem em sete línguas (árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português). O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar diretamente pela Web , sem necessidade de se registrarem.
Desse modo, é possível, por exemplo, estudar em detalhes o Evangelho de São Mateus traduzido em aleutiano pelo missionário russo Ioann Veniamiov, em 1840. Com um simples clique, podem-se passar as páginas de um livro, aproximar ou afastar os textos e movê-los em todos os sentidos. A excelente definição das imagens permite uma leitura cômoda e minuciosa.
Entre os possíveis documentos que contém, no momento, está a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assim como as Constituições de numerosos países; um texto japonês do século XVI, considerado a primeira impressão da história; o jornal de um estudioso veneziano que acompanhou Fernão de Magalhães na sua viagem ao redor do mundo; o original das “Fábulas de La Fontaine”; o primeiro livro publicado nas Filipinas em espanhol; trabalhos de cientistas árabes desvelando o mistério da álgebra; a Bíblia de Gutemberg, pinturas rupestres africanas que datam de 8 000 a.C., entre muitas outras coisas.
Duas regiões do mundo estão particularmente bem representadas: América Latina e Oriente Médio. Isso se deve à ativa participação da Biblioteca Nacional do Brasil, à biblioteca de Alexandria no Egito e à Universidade Rei Abdulá da Arábia Saudita.
Os  responsáveis pelo projeto afirmam que a biblioteca digital está, sobretudo, destinada a investigadores, professores e alunos. Mas a importância que reveste esse site vai muito além da incitação ao estudo das novas gerações que vivem num mundo audiovisual.
Visite o site! Obtenha novos conhecimentos! Acesse www.wdl.org!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

1º ENCONTRO DE PAIS E FAMÍLIA.

No dia  de 23 de agosto de 2011, realizamos o 1º ENCONTRO DE PAIS E FAMÍLIA.Contamos com a participação da Assistente Social da LBV, Jackeline Cardoso, que abrilhantou o nosso encontro com uma belíssima palestra sobre Família.E para divertir os participantes , tivemos o sorteio de duas cestas bem recheadas.










sábado, 20 de agosto de 2011

1ª ENCONTRO DE PAIS E FAMÍLIA.

NO PRÓXIMO DIA 23/08/2011 (TERÇA-FEIRA), A PARTIR DAS 17 horas, ACONTECERÁ O PRIMEIRO ENCONTRO DE PAIS E FAMÍLIA DE NOSSA ESCOLA.

( VAGAS LIMITADAS - INSCRIÇÃO NA SECRETARIA DA ESCOLA)


Construindo maquetes - 4º ANO

As professoras Priscila e Rita de Cassia, trabalharam com o tema: Plantas de residências. Os alunos aprenderam que geralmente as casas têm divisões na parte de dentro. Essas divisões, também chamadas dependências ou cômodos, são utilizadas de diferentes maneiras: como salas, cozinhas, banheiros etc. Cada um desses espaços tem uma função. As casas mudam de tamanho, sofrem reformas ou alterações conforme a necessidade e a possibilidade de cada família.












quarta-feira, 10 de agosto de 2011

POESIA para o PAPAI

PAI AMIGÃO

VOCÊ É MEU AMIGÃO,
QUE ESTÁ NO MEU CORAÇÃO

TE PEÇO POR FAVOR
SEU CARINHO E SEU AMOR,

TE AMO DE MONTÃO
VOCẼ SEMPRE ESTARÁ NO MEU CORAÇÃO.

(Aluno ENOS - Turma 500 - Professora SIBELE - Sala de Leitura )

,

Gifs Animados




segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Veja como os pais podem ajudar na aprendizagem dos filhos.

“Alunos que leem mais têm desempenho melhor, importando pouco o que leem: a correlação é observada para livros, jornais e revistas. Alunos que tiveram pais que leram para eles na tenra infância têm melhor desempenho”

aprendizagem
As boas escolas ensinam, mas só quem pode educar para a vida são os pais.

Os pais zelosos costumam fazer grandes esforços pela educação de seus filhos. Têm razão. Há poucas áreas da vida de uma pessoa que não são direta e positivamente influenciadas pela sua educação. Estudo aumenta a renda, reduz a criminalidade e a desigualdade de renda, tem impactos positivos sobre a saúde e diminui até o risco de vitimização pela violência urbana. Muitos pais, porém, concentram seus esforços no lugar errado: procuram escolas caras, com instalações vistosas e tecnologicamente avançadas, e entopem seus filhos de atividades extracurriculares. A pesquisa empírica, ainda que esteja longe de poder prescrever um mapa completo de tudo aquilo que os pais podem fazer para que seus filhos cheguem a Harvard, já identifica uma série de fatores importantes (e outros irrelevantes) para o sucesso acadêmico das crianças.

Comecemos pelo início. Ou, aliás, antes dele: na escolha do(a) parceiro(a). As pesquisas revelam que o fator mais importante para o aprendizado das crianças é o nível educacional de seus pais. (…) inclusive a renda dos pais (um aumento de um ano da escolaridade dos pais tem impacto nove vezes maior sobre a escolaridade dos filhos do que um aumento de 10% da renda). Não é que a renda dos pais não seja importante: ela é, sim, em todo o mundo. Mas a escolaridade é mais. Muito do que atribuímos ao nível de renda dos pais é, na verdade, determinado por seu nível educacional, pois pessoas mais instruídas acabam ganhando mais dinheiro.

Nascido o filho, uma boa notícia é que quem puder colocar o filho na pré-escola estará dando um importante empurrão ao desenvolvimento do filho, que perdura a vida toda.

Finda a pré-escola, os pais que têm a sorte de poder colocar seus filhos em escolas particulares deparam com a decisão que parece ser a definitiva: em que escola matricular o rebento? A boa notícia é que essa decisão é bem menos importante do que parece. A má é que o trabalho dos pais não termina depois da decisão de onde colocar o filho. Pelo contrário: a pesquisa mostra que aquilo que acontece dentro de casa é mais importante do que a escolha da escola. (Esse estudo e todos os outros mencionados neste artigo estão disponíveis em twitter.com)

Isso não quer dizer que a escola não importa, obviamente. O mais importante que os pais podem fazer, porém, está dentro de casa, diuturnamente. O acesso e o apreço a bens culturais, especialmente livros, são fundamentais. A quantidade de livros que o aluno tem em casa é apontada, em diversos estudos, como uma das mais importantes variáveis explicativas para seu desempenho. É claro que não basta ter livros: é preciso lê-los, e viver em um ambiente em que o conhecimento é valorizado. Alunos que leem mais têm desempenho melhor, importando pouco o que leem: a correlação é observada para livros, jornais e revistas. Alunos que tiveram pais que leram para eles na tenra infância têm melhor desempenho. Pais envolvidos com a vida escolar dos filhos e que os incentivam a fazer o dever de casa têm impacto positivo (curiosamente, o envolvimento dos pais no ambiente escolar tem se mostrado irrelevante). Porém, pais que fazem o dever de casa com (ou pelo) seu filho provocam piora no desempenho acadêmico, por melhores que sejam as intenções.

Aluno que falta à aula é, em geral, aluno que aprende menos. Ter computador em casa também tem resultados mensuráveis sobre o aprendizado. Quem pode comprar um que o faça.

Finalmente, falemos sobre aspectos psicológicos. Gostar de estudar, ter maior motivação, aspirações de futuro mais ambiciosas, persistência e consistência são todas variáveis que estão correlacionadas a melhores notas. Os pais não podem incutir em seus filhos todas essas virtudes, mas há muito que podem fazer para criar ambientes domésticos mais propícios ao surgimento ou fortalecimento dessas características.

Por fim, duas ressalvas. Ser bom aluno não significa ser feliz ou bom cidadão ou quaisquer outras virtudes que são tão ou mais desejadas pelos pais que o sucesso acadêmico dos filhos. Elas simplesmente não estão mencionadas aqui porque não constituem minha área de estudo. Segundo, talvez falte nessa lista — por ser simplesmente imensurável — aquilo que de mais importante um pai pode dar a seu filho: amor.

Gustavo Ioschpe



Leia o artigo na integra: http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/como-os-pais-podem-ajudar-na-aprendizagem-dos-filhos

terça-feira, 2 de agosto de 2011